Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2010
Mobile Productivity Hacks

 Recentemente comecei a cursar o nosso querido MCMM. Estava habituado a trabalhar num PC de escritório, com servidores à distância de um click, monitores a dar com um pau e o sysadmin na mesa do lado. Tinha até renunciado a ter um portátil, já que estava todo o dia no trabalho, sempre ligado.  Tudo isto em Espanha, onde trabalhava.

De repente vim viver para Aveiro, mas continuei a trabalhar para nuestros hermanos. Montei uma mini infraestructura num escritóriozito. Mesmo assim eram 3 monitores, 2 computadores (um para trabalho e outro para máquinas virtuais). OK, não é a mesma coisa mas anda lá perto.

E eis que começa o mestrado. E ao mesmo tempo começo a ter que viajar bastante. Porto, Lisboa, Salamanca, Sobral de Montagraço.

Time to go mobile.

O setup que acabei por arranjar foi força da necessidade, e alguma sorte ao barulho.

O primeiro passo, como é obvio, foi arranjar um bom portátil. No meu caso um PC. Não tenho nada contra o Mac, but I'm a PC.

- i7, 6GB de RAM, levezinho, mas grande o suficiente para ter teclado numérico.

Outra característica que precisava no portátil: pixeis. Há anos que trabalhava com dois monitores. Há quem diga "ah e tal, pra quê tanto monitor?" mas quem está habituado sabe do que estou a falar.

 - portátil com ecrã HD (1980x1080).

Também precisava de ter net em qualquer sítio. Podia ter ido para um sabonete da vodafone ou optimus ou tmn. Por sorte tinha arranjado um smartphone e investi 10 dolarzitos numa aplicação que se chama pdaNet que permite fazer tethering (aceder à net no computador a partir do telemóvel). O pdaNet é facilissimo de instalar e funciona imediatamente.

- pdaNet

  Neste ponto, já tinha a infraestrutura necessária. Falta o software. Precisava de um servidor Linux para trabalhar em projectos LAMP (não vale XAMP nem WAMP, precisava mesmo do sistema operativo), e um servidor Windows com Oracle e SQL Server para projectos .NET.

- VMWare Player e duas máquinas diferentes para substituir cada um dos servidores.

De resto foi instalar o software normal de trabalho: Visual Studio, AptEdit, PuTTY, Office, etc...

3 dicas extra que me estão a dar muito jeito:

- os ficheiros de código que devem estar nos servidores (ou máquinas virtuais) tenho-os no próprio computador, e os servidores acedem a eles através de samba. Perde-se um bocadinho de rendimento, sem dúvida, mas não é preciso ter a máquina virtual arrancada para aceder a eles.

- configurei todas as contas de mail no GMail. Sempre detestei os clientes de correio convencionais e assim, posso aceder a todo o correio de qualquer sítio, com um interface (a meu ver) realmente intuitivo. Isso sim, assegurem-se de ter uma password super-mega-strong.

- instalei no vm com LAMP uma wiki pessoal. Era uma coisa que andava para fazer há muito e só tive pena de não ter feito há mais tempo. Adeus ficheiros .txt de todos e notas e apontamentos. Tudo na wiki. 

Ainda me faltam umas quantas coisitas, a mais importante delas é conseguir aceder à VPN da empresa através do pdaNet, mas de resto estou a conseguir ter o mesmo (e diria até maior) rendimento desde o portátil que o que tinha com uma mega infraestrutura à minha volta.

Agora só estou mortinho para que chegue a primavera para descobrir qual é a esplanada em que melhor se trabalha. Depois digo ;)

 

P.S.: Alguém já teve que passar por isto? Que soluções arranjaram? Algum conselho a dar?

 

 




5 comentários:
De carlossantos a 3 de Dezembro de 2010 às 12:49
Para gestão das minhas notas utilizo o Evernote. Tenho tudo disponível no computador e no iPhone. E a aplicação é bastante interessante do ponto de vista da usabilidade.


De nsimaria a 3 de Dezembro de 2010 às 12:54
Coincidencia das coincidencias, vinha instalada de raiz no portátil. Já que vem recomendada de boas famílias vou experimentá-la um dia destes. Obrigado pela dica.


De Rodrigo a 3 de Dezembro de 2010 às 13:28
Buenas Nuno, muy buen artículo.

Yo no he usado Evernote, pero hablan maravillas de ella.
Cuando vengas la semana que viene tienes que contarme eso del código fuente en tu portatil compartido por samba con el servidor en vez de al revés.


De nsimaria a 3 de Dezembro de 2010 às 14:08
Esa se la robé a Peter ;)


De romao a 13 de Dezembro de 2010 às 00:06
muito fixe, tenho que experimentar umas coisas que falas aí como o pdaNet , mas quando tiver um serviço de internet decente no télemovel.
também gostei da parte da wiki ^^ os mails no gmail já tenho a um tempo, dá muito jeito sem dúvida, principalmente a parte de n ter que me preocupar com eles quando formato o computador :)

quanto aos pixeis .... 2monitores > +resolução :P depois de ter experimentado percebi

bom trabalho por onde quer que andes :P
andré


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Topography of Terror

. Elevator Pitch: Proposta ...

. Triplestores

. First Meeting

. Review of Tom Stonier’s I...

. Monografia Aphex Twin

. Processing + JMyron + OSC

. VJing with Processing and...

. Nunchuk Norris

. jMyron e Processing

.arquivos

. Maio 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds